Conselhos

prevencao doenca

Prevenção das doenças do Outono e Inverno

Esta semana incidimos o nosso aconselhamento sobre as medidas preventivas necessárias à optimização do sistema imunitário, o responsável pela defesa do nosso organismo das agressões.

Com a chegada do Outono chega o frio, verifica-se uma redução da humidade relativa do ar, favorecendo a irritação das vias aéreas e uma diminuição das defesas da mucosa respiratória. Nesta época do ano vírus e bactérias reproduzem-se com maior rapidez e, perante um sistema imunitário fragilizado, surgem doenças como constipações, gripes, sinusite, rinite, laringite, bronquite, pneumonia e outras doenças do foro respiratório.

De salientar que os grupos mais afectados incluem crianças, em particular as que iniciam a sua presença nos infantários, pois passam a estar em comunidade e a estar mais expostos aos agentes infecciosos e, como têm menos defesas, só com a evolução temporal é que o seu sistema imunitário aprende a combater esses agentes; os idosos também pertencem a este grupo, uma vez que a partir dos 65 anos o sistema imunitário entra em declínio, muitos sofrem de outras doenças, resultando numa maior vulnerabilidade, ficam sujeitos a sintomatologia mais grave, justificando a importância das medidas preventivas nestas faixas etárias; doentes crónicos com asma e bronquite são outro grupo particularmente afectado.

A eficácia do sistema imunitário é peça chave para combater as ameaças de vírus e bactérias e, como tal, devemos apostar na prevenção e adopção de medidas saudáveis, como uma alimentação equilibrada, já abordada em temas anteriores, que nos permita obter os nutrientes necessários, nomeadamente vitaminas, com elevados poderes antioxidantes, minerais, e polifenóis. Verduras, frutas, frutos secos e uma boa hidratação são essenciais. Quando existe um défice no organismo recomenda-se, com o aconselhamento de um profissional de saúde, a toma de suplementos que possam incrementar a eficácia do sistema imunitário. Assim sendo, seja pela via alimentar ou pela toma complementar de suplementos, o nosso organismo precisa de nutrientes para se reforçar face às agressões que surgem nesta época, e entre eles encontram-se: a Vitamina C, dado que durante uma infecção os níveis de Vitamina C diminuem no plasma e glóbulos brancos, torna-se importante aumentar o seu consumo, visto ser um poderoso antioxidante importante na acção protectora e na recuperação pós-infecção; a Vitamina E, um antioxidante lipossolúvel que actua de forma sinergica com a Vitamina C; Vitamina D, Magnésio, Vitamina B12, Glutationa, Beta-carotenos, Ómegas (já abordados em tema anterior), a Espirulina, o Zinco, o Selénio que tem propriedades anti-inflamatórias e imunoestimulantes , o Propólis, a Equinácea, que segundo estudos diminui em cerca de 50% a ocorrência de gripes e constipações também originando uma redução na duração dos episódios em cerca de 1,4 dias em média, a quercetina, também actua sinergicamente com a Vitamina C , o óleo de côco também tem propriedades antivírais e antibacterianas, o alcaçuz possui componentes antivírais que inibem e bloqueiam a penetração dos vírus nas células, a ingestão de alho também é benéfica nestas situações, pois tem acção antivíral, antibacteriana e antifúngica, segundo estudos a sua ingestão diária reduz em dois-terços as probabilidades de contrair gripes e constipações.

Além dos cuidados com a alimentação, mencionamos também a importância da adopção de estilos de vida saudáveis evitando tabaco e álcool, ambientes poluídos, fomentando a execução de hábitos de higiene frequentes, bem como de actividade física regular, também abordados em temas anteriores, e que novamente são mencionados para a manutenção de um sistema imunitário eficaz.

Falta ainda falar da importância da vacinação contra a gripe, que deve ser feita preferencialmente em Outubro ou Novembro, embora se possa fazer durante todo o Outono e Inverno. A vacina é eficaz e reduz significativamente o risco de contrair a infecção e se a pessoa vacinada for infectada terá uma sintomatologia mais ligeira. Referimos já que crianças, idosos e doentes crónicos são doentes mais expostos as infecções, como tal estes devem ser vacinados, crianças a partir dos 6 meses de idade e idosos em particular os que se encontram em instituições. Não devem ser vacinados todos os que já tiveram uma reacção previa alérgica, as pessoas alérgicas aos ovos de galinha, neomicina e timerosal, grávidas no 1º trimestre de gravidez.

Terminamos este tema reforçando a importância da prevenção, são medidas simples de executar e que resultam na manutenção das nossas defesas, no bem estar físico que se pretende para a época fria que se avizinha .

Farmácia Rocha Santos

rochasantos

Os Nossos Contactos

Nossa Morada:
Centro Comercial Continente de Loures, Loja 11
2660-339 Loures
Phone: (+351) 219 881 478
Horário de Funcionamento:
Aberto todos os dias das 10h00 às 23h00
Encerrados a 25 Dezembro e 1 Janeiro

Dias de Serviço

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Agendar Serviços




S5 Box

Login

Register